25/09 - Dia Mundial do Pulmão

No dia 25/09 é lembrado o Dia Mundial do Pulmão. Por isso, as sociedades respiratórias aproveitam a data para defender o direito de respirar ar puro e sensibilizar os legisladores e a população a refletir sobre prevenção e qualidade do ar.

O Fórum Internacional de Sociedades Respiratórias (FIRS) alerta para os principais fatos sobre saúde respiratória ao redor do globo. Confira:

DPOC
  • 384 milhões de pessoas sofrem de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) e 3 milhões morrem por causa dela todos os anos. Esta é a 3ª causa de morte no mundo.

Tuberculose
  • 10 milhões de pessoas são infectadas por tuberculose anualmente e 1,6 milhão chega ao óbito. A TB é a mais letal das doenças infecciosas.

Câncer de Pulmão
  • 1,76 milhão de pessoas morrem por ano devido ao câncer de pulmão – o mais mortal das neoplasias.

Asma
  • 334 milhões sofrem de asma. Trata-se da doença crônica mais comum na infância: afeta 14% das crianças globalmente.

Pneumonia e infecções
  • 4 milhões de indivíduos morrem por ano de infecções do trato respiratório inferior e pneumonia.

  • A cada minuto, cerca de duas crianças com menos de cinco anos de idade morrem por pneumonia.

  • 80% dessas mortes são de crianças com menos de dois anos de idade.

  • A pneumonia é a principal causa de morte em mais jovens e entre os idosos, 99% dos óbitos por doenças respiratórias ocorrem em países de baixa e média renda.

Tabagismo
  • O fumo passivo ocasiona aumento de doenças respiratórias. Desde 1964, cerca de 2,5 bilhões de não fumantes morrem por problemas respiratórios causados por exposição indireta à fumaça do tabaco.

Poluição do ar
  • 4,2 milhões de pessoas vão a óbito anualmente por exposição à poluição atmosférica externa e 3,8 milhões morrem por exposição à fumaça de fogões à lenha, gás e poeira dentro de casa.

  • 91% da população mundial vive em áreas onde a qualidade do ar é inferior ao limite determinado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Fatos sobre a prevenção de doenças respiratórias
  • Felizmente, a maioria das doenças respiratórias é prevenível pela melhoria da qualidade do ar. As fontes mais comuns de poluição são a fumaça do tabaco, a poluição interna e externa, além de micróbios, partículas tóxicas e alérgenos presentes no ambiente.

  • Desencorajar os jovens a começar a fumar e encorajar os fumantes a parar são as principais medidas de prevenção da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC).

  • Asmáticos que fumam têm declínio mais rápido da função pulmonar em relação aos não fumantes.

  • Evitar a inalação de fumaça do tabaco durante a gravidez, bem como a exposição infantil ao fumo passivo, pode reduzir a gravidade da asma nas crianças.

  • Combater a poluição do ar salva vidas e reduz o risco de muitas doenças.

  • A vacinação é essencial para o controle e eliminação de muitas das doenças respiratórias em crianças.

  • Controlar a qualidade do ar no ambiente de trabalho previne doenças pulmonares ocupacionais.

  • O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são a chave para a cura da tuberculose.

  • O câncer de pulmão é amplamente prevenível por meio de políticas de controle do tabagismo.

  • As causas ambientais de câncer de pulmão, como a poluição, a exposição ao radônio e ao amianto, podem ser monitoradas e reduzidas.

Cobertura universal de saúde
  • Pelo menos metade da população mundial ainda não tem acesso a serviços essenciais de saúde.

  • Cerca de 100 milhões de pessoas não conseguem sair da situação de pobreza porque têm que pagar por serviços de saúde.

  • Mais de 800 milhões de pessoas (aproximadamente 12% da população mundial) destina pelo menos 10% da renda familiar para pagar por cuidados com a saúde.

  • A dificuldade de acesso aos medicamentos pode causar tuberculose resistente, com sérias consequências.

  • O interrompimento da distribuição de drogas para o paciente com asma causa sofrimento profundo e até a morte.

  • A falta de serviços básicos de saúde para a população leva à demora na conclusão do diagnóstico, o que pode ser fatal para o paciente com câncer de pulmão, por exemplo.

Em suma, para melhorar a saúde pulmonar globalmente, é necessário garantir que todos tenham acesso aos serviços essenciais de saúde. Assim, é possível investir em prevenção e mudar alguns dos fatos alarmantes expostos acima.


FONTE: https://sbpt.org.br/portal/dia-mundial-do-pulmao-2019/




3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo