7 cuidados com a visão na terceira idade

O processo natural de envelhecimento requer um maior cuidado com a visão na terceira idade. Muito além das novas dificuldades para enxergar, o aumento da dificuldade visual pode representar mais risco aos idosos, incluindo uma predisposição a acidentes.


Para saber quais hábitos e cuidados são indicados, quais problemas de visão são mais comuns na 3ª idade e como contorná-los, acompanhe este artigo.


Os efeitos do tempo na nossa visão

Ao contrário de outras partes do corpo, que perdem capacidade e às vezes nem percebemos, é mais fácil perceber quando nossa visão não é mais a mesma.


Uma alteração bastante comum na terceira idade ocorre na região do cristalino. Essa parte do olho, que é naturalmente flexível para conseguir ajustar o foco da visão, vai perdendo a flexibilidade e a capacidade de aumentar sua espessura.


O resultado disso é o esforço cada vez maior para conseguir enxergar objetos próximos; o que chamamos de presbiopia ou vista cansada.


Outra condição relacionada à degeneração do cristalino é a catarata. Falaremos sobre isso mais à frente.


Outra condição frequente na terceira idade é a chamada síndrome do olho seco. O processo natural de envelhecimento, o uso de certos medicamentos, regiões de clima seco, entre outros, provocam uma diminuição na quantidade e na qualidade da lágrima produzida por nossos olhos.


A indicação é evitar ambientes que pioram os sintomas e procurar seu oftalmologista para que ele prescreva, por exemplo, algum lubrificante ocular.


Os cuidados com a visão na terceira idade

A frequência das consultas ao oftalmologista

Como dissemos no início, um dos principais cuidados com a visão na terceira idade são as visitas mais regulares ao oftalmologista. Como você viu no tópico anterior, alguns problemas de visão se tornam mais frequentes nessa fase, e as consultas regulares é o que tornará possível identificar e tratar qualquer problema mais rapidamente.

A frequência recomendada para as consultas costuma ser uma vez ao ano. Porém, na terceira idade, o ideal é que você visite o oftalmologista ao menos duas vezes no ano.

A exceção, é claro, quando tem algo mais urgente para tratar. Aí a recomendação é de não perder tempo.


Os riscos de acidente

Os cuidados com a visão também são uma medida de segurança.

Idosos apresentam mais chances de queda em geral, pela diminuição dos reflexos, do equilíbrio e da coordenação motora. Se a visão não estiver em dia, esse risco aumenta.

Além disso, uma visão prejudicada aumenta as chances de atropelamento ou de se confundir com as medicações.

O medo de sair de casa, por problemas de visão, é um importante fator de isolamento e depressão para muitos idosos.

O seu oftalmologista te dará condições e estratégias para lidar da melhor forma com cada dificuldade e ter a melhor qualidade de vida possível no seu dia a dia.


A cirurgia de pálpebra

Mais que uma questão estética, alguns procedimentos trazem qualidade de vida para o idoso. A flacidez da pele, por exemplo, no caso das pálpebras, pode atrapalhar a qualidade da visão.

A blefaroplastia, que é a cirurgia plástica das pálpebras, consiste na retirada do excesso de pele da região e em reposicionar as pálpebras, de modo a buscar tanto o benefício para a visão quanto uma aparência mais jovem e descansada.

Converse com seu oftalmologista para saber a opinião dele em relação a essa indicação. Os resultados obtidos costumam ser muito bons.


Você é do tipo que tem medo de procedimentos nos olhos?

Confira 5 razões para perder o medo de vez


A prevenção!

Apesar de sempre mostrarmos aqui as soluções e tratamentos para os problemas da visão, a melhor atitude será sempre a prevenção!

Nessas horas, alguns cuidados simples fazem diferença. São hábitos comuns, mas que podem causar problemas na sua visão.

O simples fato de coçar os olhos frequentemente ou com força, usar colírios e medicamentos sem o conhecimento do seu oftalmologista, tocar os olhos com as mãos sem higienizá-las e mesmo os longos períodos olhando para as telas dos aparelhos eletrônicos.

E nesses casos, a solução deve vir de você, se policiando e tentando evitar.


Os óculos de sol

O hábito de usar óculos escuros é benéfico para sua estética e para sua visão.

Expor os olhos ao sol, sem a devida proteção, pode causar problemas como a degeneração macular; doença que afeta a parte central da retina.

A dica aqui é escolher um modelo que te agrade, mas que seja de boa qualidade, de preferência com proteção contra os raios UVA e UVB. Nessas horas, o preço é um bom indicativo. Óculos muito baratos não costumam ser de boa qualidade.


As doenças oculares mais comuns na terceira idade

Catarata e glaucoma são dois problemas que, com grande frequência, acometem a visão na terceira idade.

No caso da catarata, trata-se de um processo natural do envelhecimento, que vai reduzindo progressivamente a transparência cristalino, impedindo que os raios luminosos passem e se forme a imagem. Como resultado, o paciente sente como se tivesse uma névoa diante dos olhos.


Já o glaucoma é resultado da pressão ocular muito elevada e não tratada. Essa alteração vai provocando lesões no nervo ótico. Sem o devido acompanhamento e tratamento, isso pode levar à cegueira.


Tanto a catarata quanto o glaucoma são importantes causas de cegueira tratável. Quando você mantém o hábito de retornos regulares, seu médico oftalmologista consegue detectar essas alterações ainda cedo, tornando mais simples e fácil resolver.


Os alimentos amigos da visão

Você sempre ouve que uma alimentação equilibrada é fundamental. Com relação à visão não seria diferente. O consumo de certos alimentos também é uma forma de cuidar da visão na terceira idade.


A vitamina A e o betacaroteno, presentes em alimentos de cor alaranjada, como abóbora e mamão, são antioxidantes que protegem a retina.


As gorduras dos peixes de águas salgadas, ricas em ômega 3, ajudam na hidratação dos olhos, reduzindo sintomas como a síndrome do olho seco, que falamos acima.


O consumo de ovos ajuda a prevenir a degeneração macular.


Além de simples temperos, como alho e cebola, que melhoram a circulação sanguínea, o que também acaba sendo benéfico para a visão, tanto na terceira idade quanto em qualquer fase da vida.


FONTE: https://vivaoftalmologia.com.br/cuidados-com-a-visao-na-terceira-idade/


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo